Imagens de câmeras de segurança flagraram o momento em que cabo da PM é executado em condomínio
21/02/2023

Agente era lotado no Centro de Controle Operacional da Polícia Militar, que fica no Centro do Rio, e foi atingido por pelo menos 14 tiros de fuzil. Polícia Civil investiga queima de arquivo.

Câmeras de segurança flagraram o momento em que  criminosos com fuzis assassinaram o cabo da PM no condomínio em que ele morava em Realengo, na Zona Oeste do Rio. O crime aconteceu na manhã da última segunda-feira (13).

De acordo com as investigações da Delegacia de Homicídios da Capital (DHC), o militar foi alvejado por pelo menos 14 tiros. Uma das linhas de investigação é queima de arquivo.

Os investigadores já sabem que os disparam saíram de pelo menos duas armas diferentes: um fuzil calibre 5,56 e um outro AK-47, calibre 7,62.

Os disparos atingiram principalmente o rosto, o pescoço e o peito de Diego. Os assassinos fugiram em um carro prata logo após o crime. A polícia investiga o que teria motivado o crime e quem são os autores da execução.

O flagrante do assassinato

Pelas imagens das câmeras é possível ver o momento em o agente se aproxima do seu veículo com algumas bolsas. Em seguida, três  homens encapuzados e  armados com fuzis saem de outro carro, um Hyundai Creta de cor cinza, e vão em direção ao PM.

Um bandido dispara contra o cabo, que cai no chão. O assassino, então, pega uma bolsa. Os outros dois criminosos vão logo atrás e saem carregando mais duas sacolas. Eles entram no carro e fogem. Ainda não há informações sobre o que foi roubado.

Lotado no Centro de Controle Operacional da PM, no Centro do Rio, a vítima foi vista, momentos antes do crime, caminhando pelo condomínio com um telefone celular na mão. No momento em que o PM se aproximava do carro, antes de ser alvejado, uma mulher ainda aparece nas imagens com uma criança. Elas não ficaram feridas.

Policiais da DHC investigam como os assassinos entraram no condomínio. O local do crime passou por uma perícia, e os agentes da DHC tentam localizar testemunhas da execução.

No final de dezembro, Diego chegou a ser ouvido na Corregedoria Interna da  sobre a . O crime aconteceu naquele mesmo mês no Recreio dos Bandeirantes, na Zona Oeste. O homem morreu na hora.

Jonas de Oliveira Souto — Foto: Reprodução/TV Globo

Jonas descia de sua caminhonete na Rua Francisco Leta, na Comunidade Beira Rio, quando os atiradores chegaram e o executaram. Os criminosos fugiram.

Segundo a PM, uma equipe do 31º BPM (Recreio) ouviu os disparos e interceptou um carro em fuga, onde estavam três pessoas, entre elas dois policiais militares.

Entre os militares estavam Diego e o cabo Vinícius Vieira Vidal, do 16º BPM (Olaria). Todos foram encaminhados para a Delegacia de Homicídios da Capital.

Adriane Galisteu dá alfinetada inédita em Xuxa após polêmica em documentário
23/04/2024
Angélica divulga os bastidores de especial com Xuxa e Eliana: "Que privilégio" .... Ver mais
23/04/2024
Xuxa é homenageada no Tik Tok Awards e põe Ivete na ‘vaga’ de Angélica. Entenda!
23/04/2024
Xuxa perde a paciência diante de questionamento e detona sem dó: 'elas são burras'
23/04/2024
Xuxa treina com personal de Angélica e Grazi para turnês de despedida
23/04/2024
‘BBB 24’: Confusão? Davi e Alane ficam sozinhos por horas em quarto de hotel
23/04/2024
Angélica fala sobre rivalidade com Xuxa e Eliana: 'Foi uma história que criaram'
23/04/2024
Apresentador da Globo, Thiago Oliveira comemora 11 meses da filha
23/04/2024
Ana Maria Braga menciona ex de Isabelle e deixa Matteus em saia justa
23/04/2024
Ana Maria Braga diz que ficou assustada com mudança de comportamento de Davi
23/04/2024